Últimos assuntos
» Tutorial Lycan (nova Classe)
Ter 30 Maio 2017, 16:33 por Caaah

» CG 5 anos - juntos sempre
Dom 19 Fev 2017, 13:33 por Caaah

» CG 4 anos - video de comemoraçao
Dom 19 Fev 2017, 09:35 por Caaah

» CG level 105 primeiro que todos *-*
Dom 19 Fev 2017, 09:28 por Caaah

» AS PAGINAS DO URIEL COMPLETINHAS AKI
Ter 06 Ago 2013, 22:05 por Caaah

» SEU MOMENTO MAIS NOOB NO METIN2 :)
Sab 18 Maio 2013, 18:17 por GoldDragonn

» imagens e arquivos uteis
Dom 07 Abr 2013, 13:29 por Caaah

» Fazendo suas poções
Dom 27 Jan 2013, 22:32 por Caaah

» Invasão da arvore maligna
Sex 25 Jan 2013, 00:44 por Caaah

Galeria


Conectar-se

Esqueci minha senha


Montando sua guilda

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Montando sua guilda

Mensagem  Caaah em Sex 24 Jun 2011, 17:18

Bem, vamos começar!

Então, finalmente voce alcaça lvl 50 e seus quatro amigos vão poder criar uma guilda! Finalmente terão um look diferente! Finalmente serão respeitados! Finalmente serão temidos! Finalmente serão alguém! Finalmente terão uma guilda *_*
Tremulo de emoção, você decide o nome da guilda, a descrição, chama seus quatro amigos e cria a tão sonhada guilda! AEEEEE!!!!
Alguns dias depois, tá lá você matando orc no vale, quando chega um noob perto e pensa: "ooooolha, esse cara é forte, vamo vê se ele tem guild!"
Ai, ele dá look em você, cheio de admiração, e vê:
seu nome, sua armadura, sua arrma e o nome da sua guillda: Chefaum of the Fodas do Bairro.
Maravilha, agora ele ficou com medo, te respeitou, te admirou, e ficou suplicando pra entrar na guilda! Maravilha, certo? =D

Err...
Bem...

ERRADO!


PELO AMOR DO DEUS DRAGAO, DEPOIS DE SÉCULOS SONHANDO COM UMA GUILDA, VOCÊ VEM LÁ E ME CRIA UMA PORCARIA DESSAS?

Se for criar, então cria algo direito cacete, porque eu não acho que uma guilda chamada "Fodões do Bairro" vai causar respeito ou admiração a alguém, se é que vocês me entendem.

Vou tentar dar-lhes alguns toques aqui que espero serem uteis:

Primeiro- é preciso começar do básico, senão o resto complica. Recrute vices de confiança. É, simples assim.
Você precisa lembrar que os vices serão seus braços direitos e esquerdos na guilda, você poderá e terá que confiar a eles tarefas importantes, segredos de estado,
terá que discutir planos, então, por favor, não vá gritar "recruto vices pra minha guilda lvl 20+, msg me!" Porque assim tu não dura três meses com sua guilda.
Confie nos seus vices. Eles precisam, acima de tudo, serem seus amigos.
Assim que decidir criar uma guilda, arrume uns vices muito bons e confiáveis.
Depois daí, tudo vai ficar mais fácil, vai ver.


Segundo - pense em como vai ser sua guilda.
Não, não falo de como ela vai ser "legal", pense na história dela,
no tema, em um motivo para unir a todos, seja amizade, RPG, um sonho,
um ideal, pense e se puder escreva uma história, bem caprichada,
para a sua guilda ser única. Pense bem nisso, pra depois criar o nome.
Por exemplo, vamos supor que eu quero criar uma guilda de veneradores do fogo.
Eu vou pensar na história, por exemplo, de um feitiçeiro fascinado pelas artes arcanas das chamas, que venera-as e as admira, e pretente unir pessoas que compartilham esse sentimento para venerar as chamas e usar seu poder.
Ai, eu vou criar um nome e escrever uma introdução de acordo.
É claro, SEMPRE em inglês, senão por mais bem elaborada que sua guilda seja, vai parecer a mesma merda de sempre pros não brasileiros, que são muitos.
E o inglês bem escrito dá um ar de foda pra guilda, então não deixe de usá-lo!
Eu pensei, e acho que "Flame Servants", ou "Servos das Chamas" seria um bom nome.


Terceiro - pense bem no nome dos seus cargos na guilda.
Se você colocar "Chefaum", "Vices fodas", "Pallys", "Sorcs", "Kinas", etc,
sem ofensas, mas sua guilda vai ficar uma bosta.
Os cargos tem que ser bem elaborados, bem pensados, de acordo com o tema da guilda, quanto melhores forem esses subtítulos, melhor e mais foda a sua guilda vai parecer.
Para criar os cargos, o pessoal geralmente segue três critérios diferentes:
Level, Vocação, Ou os dois.
No caso do level, é um rank pra 10-20, outro pra 20-30, outro pra 30-40,
assim por diante, já pras vocações, cada uma em um cargo, óbvio,
e no caso dos dois, são muitos cargos pra vocações, que são dividas por level.

Por exemplo, quero separar os membros por level, vocação, e confiança(o quanto eu confio na pessoa), e a partir daí, crio os seguintes cargos:

Ancião - (Líder)

Conselho - (Vices)

Diplomatas

Soldiers - (soldados)

Dicípulos


Agora, compara uma guilda com esses cargos com uma outra qualquer,
e OLHA A DIFERENÇA.
Mesmo se os leveis fossem parecidos,
olha como essa parece muito mais foda e mais doida.
Os nomes dos cargos contam muito para uma guilda,
decidam-se bem na hora de escrevê-los!


Bem, já escreveu o nome da guilda, a história, os cargos, e já achou vice-líderes de confiança, agora o lance é a introdução! Ora, se você escreveu a história já é um grande passo, mas se não, escreva o que é a guilda, o que ela representa, um pouco da história, nada de "Recrutamos level 20+ !", por favor.

Olha só, que ótimo, agora que a guilda está ativa e recrutando membros, tá na hora de você pensar em umas figuras importantes que devem aparecer numa guilda, e na função de cada uma.

Primeiro - é claro, é o líder. Isso mesmo, você cara.
Você é a pessoa mais importante da sua guilda, o pilar, a base,
é uma figura fundamental para que a guilda permaneça viva!

Como um líder, você deve arcar com a responsabilidade de organizar a guilda, saber como ela anda, de manter os outros em dia com notícias, de organizar reuniões periódicas, pode parecer pouco, mas você é O CARA da guilda, todos que forem perguntar algo, vão perguntar a você, você é o organizador, o armador central, o capitão do time. Não desaponte a equipe hein!!

Segundo - temos os vices. Eles vão ser você quando você não estiver lá, por isso precisam ser confiáveis, eles vão te representar quando estiver fora! Além disso, eles precisam participar das reuniões, e dividem a parte "braçal" da cordenação da guilda, um mantém as noticias atualizadas, outro promove os membros, outro pode agir de diplomata, recrutador, coletor, assim vai. Ser vice dá trabalho, menos que ser o líder, que faz tudo isso(=P), mas dá trabalho, é uma grande responsabilidade.

Terceiro - nenhuma boa guilda pode sobreviver sem um diplomata! Ele é tão crucial quanto o líder na hora de uma negociação, ele negocia com guildas que ameaçem guerra, é responsabilidade dele impedir ou provocar uma guerra, pode ser um fator crucial em muitas ocasiões, por exemplo quando uma guilda enviar uma guerra com caras 20 leveis mais fortes só negociando.

Um diplomata precisa ser um bom orador, precisa saber dizer as coisas na hora certa, precisa saber negociar, saber falar, em uma negociação, ele e o líder vão estar praticamente sozinhos, precisa escolher muito bem, ele pode ser tão importante quanto os vice líderes!

Quarto - temos o recrutador, o cara que recruta novatos.
Bem, digamos que o líder já tem trabalho demais pra ficar tendo que ouvir
cada noob se apresentando e querendo entrar na guilda,
o recrutador é o cara que segue certos critérios para recrutar
um possível candidato à guilda ou não. Importante, claro.

Quinto - mas não menos importante, temos o coletor!
Caso vocês comprem um terreno, ele vai ser o cara que vai cutucar cada membro da guilda pedindo as taxas, pra você não ter que pagar aquela parafernália toda sozinho. É vital que todos os membros saibam que esse cara é o coletor(um subtítulo pessoal ajuda) porque senão podem ficar desconfiados e podem se recusar a entregar o rico dinheirinho deles.

Certifique-se que na sua guilda exista pelomenos um de cada desses ai, eles são essenciais!

Agora que tem a introdução da guilda, o nome dela, já recrutou bastante gente,
que tal começar uma diferenciação?
É claro, 5 pessoas no mesmo cargo podem ter a mesma força ou a mesma funçao, mas são pessoas diferentes, concorda?
Portanto, nada melhor do que conferir, às vezes até como um prêmio, um subtítulo pessoal a um mebro, como exemplo da guilda, um que se destacou no mes por algo que fez pela guilda .

Os subtítulos pessoais dão um caráter pessoal a cada membro, e é sempre legal ter um subtítulo, certo?

Dentre outros exemplos de subtítulos, podería-se colocar, em um cara que sempre morre nas batalhas e retorna pras mesmas, ou pra um cara que sempre parece todo ferrado na luta, mas consegue se safar quase sempre, é assim, precisa ser criativo, inovador, um subtítulo diferente vai destacar os seus membros, vai mostrar o quanto sua guilda pode ser única.

Agora, a sua guilda já reúne uma bela quantidade de membros, mas ai chegamos a um ponto sensível. Será que esses membros vão poder fazer o que quiser, e a guilda vai arcar com as consequencias? Qual vai ser o código de conduta dos membros, as penas, sim, é algo que precisa ser pensado, senão, quando você for aplicar uma punição, o safado vai poder falar "mas você não me avisou que não podia!"

É amigo, tá na hora de você elaborar as leis e os princípios da guilda.
Reúna-se com seus vices e membros mais importantes, pegue água, pão, muitos scrolls, e começem a discutir, pois essa é uma parte importante de uma guilda, mesmo que muitas não façam idéia do que viria a ser isso.
Abaixo, dou alguns exemplos de como seria a constituição de uma guilda:
(É lógico, não precisa falar naquele alfabeto arcaico e complicado pra ficar chique, tem que ser uma coisa bem clara mesmo)

* (Primeiro, é estritamente proibido roubar coisas e dinheiro de outras pessoas)
* (É proibido matar outras pessoas a não ser que estas estejem ofendendo ou insultando outro membro da guilda)
* (É proibido para um membro, a não ser para o líder, declarar guerra a outras guildas)
* (Como um membro, é a sua obrigação ajudar um membro em necessidade)


E por ai vai, você tem que colocar os princípios básicos da guilda, de ajudar outro membro, o que um membro pode ou não fazer, como os membros da guilda devem agir perante uma certa situação, tudo isso deverá ser escrito na constituição da guilda. Com isso, seus membros ficam ainda mais unidos por um vínculo de regras e princípios que guiará toda a guilda para um mesmo caminho.
Pode parecer muita mão de obra, mas você vai ver que isso vai acabar não sendo tão ruim quanto imagina.


Bem, e agora? Sua guilda já está excelente, se destacando, e você recruta muitos membros bons, expulsa os ruins, e vai deixando a guilda cada vez melhor e melhor!
Ai, amigo, você vai começar a sentir a falta de um lugar pra galera se reunir, ai você vai ter que comprar um terreno!

Pra organizar a compra, é preciso fazer uma reunião geral com os membros da guilda, pra decidir com quanto cada um vai ajudar e qual é a oferta máxima que você vai dar que, é claro, vai ter um tamanho adequado para o número de pessoas da guilda.

Se a sua guilda já causa boa impressão, com um castelo bem montado e organizado, melhor ainda!
E quanto melhor a impressão que os outros tem da sua guilda, melhor você se sente e mais pessoas vão querer entrar, então capriche.

Bem, agora eu diria que temos tudo pronto para a sua guilda começar a crescer, o que fazer?
Bem, vocês podem organizar caçadas, treinos em grupo, ficar conversando, mil coisas, mas certamente, em uma situação de guerra, a organização da guilda é o que mais vai pesar, por isso a uniao nas guerras sao fundamentais.
Não precisam gastar muita coisa ué, é só ter um pouquinho de paciencia e boa vontade, fora que isso acarreta em muita diversão. E é bem simples, separe a guilda em dois times, vamos supor um de ataque outro de defesa, ou ambos de ataque, e parta pra festa! Treinando táticas em diferentes ambientes, sua guilda vai estar muito mais preparada para uma guerra!

Ah, é claro que vão haver situações de emergência. Quem nunca recebeu aquela menssagem do amigo tendo sala invadida na gomi? Quem já não teve que mudar de direção pra ajudar que estavam roubando seu colega? Eu diria que os membros da guilda deveriam estar sempre de prontidão, apesar de tudo, se não for pra ir ajudar, da pra acionar contatos que possam ajudar.
Eu diria que, dentre os principios da guilda, estarão os dizeres "ajude um companheiro", de modo que sempre que um membro pedisse ajuda, todos os membros disponíveis partem pra ajudar.
Por exemplo, um membro level 33 manda no chat q precisa de ajuda no vale.
Tem um level 56 e um 48 no chat, eles lêem a mensagem e devem ir ajudar.
O level 48 estava parado, então rapidamente pega suas coisas e sai correndo ajudar. Já o level 56, está no quinto andar da torre, e não pode ajudar.
Ele fica parado? Não! Tem um parceiro precisando de ajuda!
Então, pra ajudar, ele chama aquele amigo level 60 que tava atoa e pede pra ir ajudar o amigo, e ele vai.
Isso vai criar amizade e união na guilda, fatores muito importantes na hora de uma batalha, uma guilda deve ser unida sempre, então nenhum membro deve hesitar em ajudar outro em necessidade!

Em uma situação de guerra, também, podem-se haver falta de recursos. É claro, uma guilda forte declara guerra e cada um não tem pote cash, o que seria um desastre. Talvez, não sei, seria bom os membros colaborarem mensalmente para o crescimento de um estoque de potes cash, hp e mp.
em caso de guerra ou emergencia(imagine o cara indo ajudar outro membro, ele precisaria pegar somente do estoque de emergência, e é sempre bom ter reservas para guerra, porque sair comprando feito doidos meia hora antes da batalha não adianta muita coisa.

Outra idéia, seria uma loja da guilda.
Vamos supor que os membros da sua guilda adorem dropar, e todos os dias vocês juntam vários itens e levam pra vender. Isso com certeza é bom,
mas porque não uma loja? Sim, uma loja para a guilda, onde seriam postos à venda. Pensem só, pode parecer a mesma coisa, mas uma loja faz muito mais sucesso que um cara no trade, ali com os itens a mostra, falando que vende, membros confiáveis poderiam se revezar pra cuidar dela, , e olhem, caso alguém quisesse contribuiu com mais de um item por dia ou por mês para a reserva da guilda, ele poderia ir acumulando na loja pra mais tarde poder comprar um item! Isso tudo, fora que vocês podem enriquecer muito com comércio, vendendo coisas caro e comprando coisas baratas.
Uma loja poderia ser uma ótima fonte de renda pros membros da guilda em geral, e para toda ela.

Um tribunal para a guilda! Não, não seria pra julgar se noobs podem discutir com vocês, seria pra julgar algum problema, discussão, o que seja, que estivesse rolando na guilda. Não precisaria ser complicado.
O líder provavelmente seria o juís, ou outro mais aptos, ele e os vices julgariam os casos, haveria um júri, cada um deveria apresentar defesas, screenshots, textos, provas, muita coisa rolaria na base da confiança mesmo, uma coisa assim tira os podres da guilda e resolve problemas em geral, o que faz os membros gostarem ainda mais da guilda, e consequentemente aumenta a popularidade da mesma na multidão!


Bem, já falamos sobre muita coisa, sua guilda está ótima, mas será que ela dura sozinha? Por melhor que ela seja, uma boa aliança salva vidas em uma guerra, introsa membros, cria amizades, contatos, então vamos falar sobre Tratados e Alianças!

Relações diplomáticas da guilda com as outras, mais tarefas pro nosso amiguinho diplomata e pra você, meu caro líder.
Se você acha que concorda com os ideais de algumas guildas?
Acha que poderia se aliar com outra guilda forte?
Acha que precisa de ajuda em uma situação de crise?
Hora, busque aliados amigo, busque aliados!
Isso não é algo simples de se fazer, antes de propor um tratado seus membros
e os da outra guilda precisam já se conhecer.
Ter um documentO com os termos do tratado escritos é sempre bom.
Se as duas guildas são muito próximas e amigas, ou se é uma aliança puramente política pra combater algum inimigo em comum, ou o que seja, um documentO escrito formaliza e reforça o que foi verbalizado entre os líderes/diplomatas.

Existem vários tipos de acordos entre guildas, citando alguns que imaginei,
teríamos o acordo de neutralidade ou acordo de não-agressão,
um acordo que determina que membros de duas ou mais guildas não podem atacar, agredir, xingar, ou qualquer coisa parecida, um membro da outra guilda, é um acordo do gênero "fica na sua que eu fico na minha!"
Em situações de guerra ou de conflito, um acordo desses préviamente feito poderia te livrar de inimigos poderosos!

Teríamos o acordo de aliança, um acordo que determina aliança total entre as duas guildas, isso conta os termos do acordo de neutralidade, e ainda determinaria que um membro de uma guilda deveria sempre ajudar um membro da outra guilda em necessidade, uma devería ajudar a outra em conflítos ou guerras, um acordo de aliança lhe dá aliados poderosos para quaisquer ocasiões!

É claro, um acordo feito é ótimo, mas eu digo que precisa rolar uma confiança entre os líderes, ou as guildas deveriam ter uma garantia
(sei lá, um item, uma ss, um vídeo) de que a outra guilda havia assinado o acordo
e que não poderia traí-lo, porque, apesar de tudo,
existem aproveitadores por ai ;/

___________________
Bem, acho que isso é mais do que eu deveria ter falado.
Espero que gostem desse meu tópico, não costumo fazer muitos, mas com certeza dou o melhor de mim nos que eu faço ^^

Fui!
avatar
Caaah
Admin

Mensagens : 102
Data de inscrição : 24/06/2009
Localização : Porto Alegre

Ver perfil do usuário http://comandogirlmetin2.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum